sábado, 11 de fevereiro de 2012

Suicidas

link da imagem





Eu fiz 4 sonetos também, mas estes vão para concurso...

Suicidas

Nos dias livres, os mortos
em cada apartamento,
olham:
o murmúrio da rua,
as correntes do tráfego,
a pessoas todas as pessoas
(que parecem felizes)
e os mortos
se atiram num desespero
o mais doce desespero!
de se sentirem
(como nunca puderam ser)
vivos.

Um comentário:

  1. Quão empáticas podem ser essas palavras para alguém que pouco viveu? :)

    ResponderExcluir